Como preparar um planejamento tributário para o meu comércio?

Passo A Passo De Como Montar Um Planejamento Tributario Para O Seu Comercio Post (1) - Contabilidade na Bahia - BA | Grupo Orcoma

Compartilhe nas redes!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Passo a passo de como montar um planejamento tributário para o seu comércio de maneira simples

Preparar um planejamento tributário pode representar o sucesso de uma vez por todas do seu comércio.

O planejamento tributário envolve a concepção e implementação de várias estratégias a fim de minimizar o valor dos impostos pagos em um determinado período. Para uma pequena empresa, minimizar o passivo fiscal pode fornecer mais dinheiro para despesas, investimento ou crescimento. 

Dessa forma, o planejamento tributário pode ser uma fonte de capital de giro. Duas regras básicas se aplicam ao planejamento tributário. 

Primeiro, uma pequena empresa nunca deve incorrer em despesas adicionais apenas para obter uma dedução fiscal. 

Embora a compra de equipamentos necessários antes do final do ano fiscal possa ser uma estratégia valiosa de planejamento tributário, não é recomendável fazer compras desnecessárias. 

Em segundo lugar, uma pequena empresa deve sempre tentar diferir os impostos quando possível. O diferimento de impostos permite que a empresa use esse dinheiro sem juros e, às vezes, até ganhe juros sobre ele, até a próxima vez que os impostos forem devidos.

Os especialistas recomendam que os empresários e proprietários de pequenas empresas conduzam sessões formais de planejamento tributário no meio de cada ano fiscal. Essa abordagem dará a eles tempo para aplicar suas estratégias ao ano em curso, bem como dar um salto para o ano seguinte. 

É importante que os proprietários de pequenas empresas mantenham uma consciência pessoal das questões de planejamento tributário para economizar dinheiro. Mesmo que contratem um contador ou contador profissional, os proprietários de pequenos negócios devem manter um controle cuidadoso sobre a preparação de seus próprios impostos, a fim de aproveitar todas as oportunidades possíveis de deduções e economias fiscais.

Quer um empresário peça ou não a ajuda de um especialista externo, ele deve compreender as disposições básicas do código tributário.

Áreas Gerais do Planejamento Tributário

Existem várias áreas gerais de planejamento tributário que se aplicam a todos os tipos de pequenas empresas. Essas áreas incluem a escolha de métodos contábeis e de avaliação de estoque, o momento da compra de equipamentos, a distribuição da receita de negócios entre os membros da família e a seleção de planos de benefícios e investimentos com incentivos fiscais. 

Existem também algumas áreas de planejamento tributário que são específicas para certas formas de negócios – ou seja, empresas individuais, sociedades, entre outras.

Métodos de contabilidade 

Os métodos de contabilidade referem-se às regras e diretrizes básicas sob as quais as empresas mantêm seus registros financeiros e preparam seus relatórios financeiros.

Existem dois métodos contábeis principais usados ​​para a manutenção de registros: 

  • O regime de caixa; 
  • O regime de competência. 

Os proprietários de pequenas empresas devem decidir qual método usar, dependendo da forma jurídica da empresa, seu volume de vendas, se concede crédito aos clientes e as exigências fiscais estabelecidas. A escolha do método contábil é um problema no planejamento tributário, pois pode afetar o valor dos impostos devidos por uma pequena empresa em um determinado ano.

Os registros contábeis preparados com base no regime de caixa reconhecem as receitas e despesas de acordo com o fluxo de caixa em tempo real. A receita é registrada no recebimento dos fundos, e não com base no momento em que é efetivamente obtida, e as despesas são registradas à medida que são pagas, e não quando realmente incorridas. 

De acordo com este método de contabilização, portanto, é possível diferir o lucro tributável atrasando o faturamento de forma que o pagamento não seja recebido no exercício em curso. 

Da mesma forma, é possível acelerar as despesas pagando-as assim que as contas sejam recebidas, antes do vencimento. O método de caixa é mais simples do que o método de regime de competência, fornece uma imagem mais precisa do fluxo de caixa e a receita não está sujeita a tributação até que o dinheiro seja realmente recebido.

Em contraste, o regime de competência faz um maior esforço para reconhecer receitas e despesas no período a que se aplicam, independentemente de o dinheiro ter ou não mudado de mãos. 

De acordo com esse sistema, a receita é registrada quando é ganha, e não quando o pagamento é recebido, e as despesas são registradas quando são incorridas, e não quando o pagamento é feito. 

A principal vantagem do método de regime de competência é que ele fornece uma imagem mais precisa do desempenho de uma empresa no longo prazo do que o método de caixa. 

As principais desvantagens são que ele é mais complexo do que o regime de caixa e que o imposto de renda pode ser devido sobre a receita antes que o pagamento seja realmente recebido. No entanto, o regime de competência pode gerar resultados fiscais favoráveis ​​para empresas que têm poucas contas a receber e grandes passivos circulantes.

Métodos de avaliação de estoque 

O método que uma pequena empresa escolhe para avaliação de estoque também pode levar a economias substanciais de impostos. A avaliação do estoque é importante porque as empresas são obrigadas a reduzir o valor que deduzem para compras de estoque ao longo de um ano pelo valor restante no estoque no final do ano. 

A valorização do estoque remanescente de forma diferente poderia aumentar o valor deduzido da receita e, assim, reduzir o valor do imposto devido pela empresa.

Planejamento para diferentes formas de negócio

A seleção da forma de organização que se usa para uma empresa tem um impacto considerável sobre a taxa de acumulação de passivos fiscais. Muitos aspectos do planejamento tributário são específicos para determinados formulários de negócios. Alguns desses serão discutidos nas próximas linhas:

Empresas em nome individual e parcerias 

O planejamento tributário para empresas em nome individual e parcerias é, em muitos aspectos, semelhante ao planejamento tributário para pessoas físicas. Isso ocorre porque os proprietários de empresas organizadas como proprietários individuais e sociedades pagam imposto de renda pessoal, em vez de imposto de renda empresarial. 

Esses proprietários de pequenas empresas registram uma declaração de informações sobre seus negócios junto ao IRPJ e, em seguida, relatam em sua declaração de imposto de renda incidindo sobre qualquer renda retirada da empresa para uso pessoal. 

Contabilidade Para Comercio  - Contabilidade na Bahia - BA | Grupo OrcomaPowered by Rock Convert

Como realizar o seu Planejamento Tributário

Em um mundo ideal, os impostos consumiriam muito pouco do nosso tempo e atenção. Na realidade, os impostos têm o poder de manter os empresários acordados à noite. O imposto de renda é uma das maiores despesas para a maioria das empresas e indivíduos, portanto, requer planejamento, orçamento e monitoramento cuidadosos.

Felizmente, é possível gerenciar seus impostos e obter controle sobre o efeito deles em suas finanças. Quando seus impostos são totalmente compreendidos e previstos, você pode recuperar o controle sobre o fluxo de caixa, pagamentos de dívidas e outras obrigações.

Algumas empresas referem-se a “planejamento tributário” como “planejamento anual” porque os impostos são parte integrante dos planos financeiros gerais. Além disso, esse planejamento deve ocorrer todos os anos para acompanhar as mudanças em seu negócio, a alteração dos códigos de impostos e suas metas futuras.

Nesta postagem veremos seis estratégias de planejamento tributário benéficas que podem ajudar empresas e indivíduos a minimizar a preocupação e maximizar bons resultados.

  • Planeje adequadamente seu fluxo de caixa;
  • Considere cuidadosamente as datas de pagamento de seus impostos;
  • Pagar obrigações de aposentadoria;
  • Trazer outras despesas;
  • Faça contribuições adicionais para a aposentadoria;
  • Varie as parcelas.

1: Planeje adequadamente seu fluxo de caixa

A maioria das empresas experimenta altos e baixos no fluxo de caixa à medida que compram suprimentos e equipamentos, pagam a seus funcionários e recebem pagamentos. Grandes contas de impostos podem sequestrar o fluxo de caixa, pressionando indevidamente as empresas e as finanças domésticas.

Ao planejar seu fluxo de caixa e antecipar os prazos de impostos, você pode suavizar a montanha-russa e se concentrar em aspectos mais críticos do seu negócio.

2: Plano de datas de pagamento

Perder a data de pagamento do imposto pode ter consequências graves, como multas e pressão no fluxo de caixa. Esteja atento ao planejar cuidadosamente seus pagamentos de impostos para evitar despesas desnecessárias.

Agendar o pagamento de impostos com antecedência e fazer um orçamento para eles com bastante antecedência reduzirá sua ansiedade e o posicionará para um sucesso constante.

3: Pagar obrigações de aposentadoria

Se você precisar de uma dedução adicional para reduzir sua conta de impostos, considere o uso de aposentadoria como estratégia fiscal.

Você pode obter uma dedução um ano antes, pagando suas obrigações de aposentadoria. O planejamento de uma dedução antecipada pode dar a você maior flexibilidade em seu orçamento e fluxo de caixa.

4: Trazer outras despesas

Essa estratégia de planejamento tributário é semelhante à estratégia de pagar obrigações de aposentadoria. Quando você antecipa outras despesas, pode obter a dedução neste ano, reduzindo assim suas obrigações fiscais imediatas.

5: Faça contribuições adicionais para aposentadoria

Crie uma situação vantajosa para ambas as partes, aumentando seu super saldo e, ao mesmo tempo, reduzindo seus impostos. Você pode fazer isso fazendo contribuições de aposentadoria adicionais para seu fundo de superação.

Muitas pessoas descobrem que se ajustam rapidamente aos orçamentos menores, necessários para pagar super contribuições adicionais. 

6: Variação das parcelas

Aqui está outra estratégia fiscal que você pode não ter usado antes. Se você reduzir as prestações, pode evitar o pagamento a mais do imposto de renda e ter que esperar até a entrega da devolução para receber o dinheiro de volta. Ter esse dinheiro adicional hoje dá a você a capacidade de usá-lo para pagar outras contas ou reduzir suas dívidas.

Essa estratégia ajuda você a equilibrar seu fluxo de caixa e a retomar o controle sobre o dinheiro que estava fora de suas mãos durante a maior parte do ano.

Benefícios da Reunião Anual de Planejamento Tributário

O planejamento anual é fundamental para empresas e indivíduos que desejam assumir o controle de suas finanças e se posicionar para o sucesso. Ao implementar o planejamento anual, você pode esperar obter os seguintes benefícios:

  • Fluxo de caixa aprimorado;
  • Melhores relatórios;
  • Melhor definição e rastreamento de metas;
  • Mais controle sobre seu dinheiro;
  • Melhor tomada de decisão;

Seu processo de planejamento tributário anual não precisa ser complicado, mas deve ser cuidadoso. Assim você pode avaliar sua estratégia fiscal atual e encontrar maneiras de otimizar ainda mais sua situação fiscal.

Monitore sempre as mudanças na legislação tributária

Isso é importante para evitar que sua empresa seja penalizada por mudanças que tenham ocorrido e que tenha repercussão no cálculo dos seus tributos, bem como possibilitar que sua empresa seja beneficiada por incentivos fiscais que possam surgir.

Conte conosco da Orcoma!

Para a maioria dos investimentos onde você possa fazer parte ou no que diz respeito a sua empresa, você precisará de um bom planejamento tributário e isso só poderá ser realizado por meio de uma completa análise minuciosa de tudo que se refere a parte contábil, fiscal societária, dentre outras, de sua empresa.

Nós sabemos que a sua rotina é bastante cansativa e por muitas vezes acaba sendo difícil gerenciar todas as demandas ao mesmo tempo que sobra tempo para realizar uma análise de forma assertiva de todo aspecto contábil de sua empresa. Sendo assim, como decidir os melhores caminhos a seguir em relação a sua empresa?

Por isso, reiteramos a necessidade de possuir bons parceiros sempre ao seu lado, com essa parceria, as suas chances de ser assertivo se multiplicam, pois, você passa a contar com profissionais qualificados que fornecem análise técnica totalmente fundamentada no seu histórico contábil, não somente para ajudar na decisão do investimento, mas, também, para indicar as melhores práticas em relação ao planejamento tributário

Conte conosco, da Orcoma, estamos sempre ao seu lado, pois somos uma contabilidade especializada em planejamentos e podemos ajudar você e o seu negócio a realizar um planejamento tributário de altíssimo desempenho.

Entre em contato conosco e fale diretamente com um de nossos especialistas.

Teremos a maior satisfação de atender você e, juntos, construirmos uma parceria de sucesso!

QUERO O MELHOR SOFTWARE PARA O MEU COMÉRCIO!

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Posts Relacionados

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Recomendado
Covid: Recusar vacinação pode gerar ao trabalhador demissão por justa…
Cresta Posts Box by CP
Back To Top